Thread: Português (Portuguese)

  1. #2181

    Default Re: Português (Portuguese)

    É um máximo histórico, superior ao registado no ano da última bancarrota em 1892.

    Isto é tão surpreendente mal, o pior desde há 100 anos atrás em termos de dívida.

    Simplesmente épico.

    Quote Originally Posted by Ludicus View Post
    Pois, é um grande sucesso, o aumento astronómico de 35 pontos percentuais da dívida pública nos últimos 3 anos.E para comemorarem esse milagre económico vão fazer mais cortes. Claro, o PSD desvaloriza a análise do FMI, que embora em tom de elogio, veio estragar um pouco a festa.

    "Estamos melhor ou pior?" perguntou Passos Coelho por oito vezes
    ( diz ele que "julgo que ninguém tem dúvidas que estamos melhor")
    Está bem, como queiras, ninguém tem dúvidas.
    Acalma a impaciência Ludicious, lembra-te dos conselhos de António José Seguro: "Mas qual é a Pressa?"

    Ah entretanto vi no diário económico que bruxelas quer manter salários baixos por aqui durante apenas mais.. 10 anos.
    Last edited by fkizz; February 25, 2014 at 04:23 PM.

  2. #2182

    Default Re: Português (Portuguese)

    http://livrept.net/

    Esperemos que não seja outro bloco... e que tente negociar, e se comprometer. Pelo que ouço Uma grande ala do PS vê com bons olhos.


    E agora algo completamente diferente:
    Relvas abriu empresa de consultoria este mês
    O antigo ministro intensificou atividade empresarial no mês em que regressa a cargo político. Passos Coelho tem o "braço-direito" à disposição para batalha eleitoral de 2015
    http://www.dn.pt/politica/interior.a...ent_id=3705074

    Spoiler Alert, click show to read: 

    http://algarvedailynews.com/news/150...ck-in-politics
    Last edited by Knight of Heaven; February 25, 2014 at 07:34 PM.

  3. #2183

    Default Re: Português (Portuguese)

    Enfim, o regresso do relvas pode ser que ajude as pessoas a perceberem de vez que estão a ser engandas à grande e à francesa pelo passos coelho, por vários anos agora, e que estão a ser enganadas desde que o chumbo do PEC IV foi "necessario derrubar o governo de socrates para evitar austeridade"..

    Quer gostem do socrates ou não, quer axem que o governo dele foi bom, mau, ou medíocre, é um facto que ele foi traído por todo o parlamento da oposição quando tentava procurar uma solução para Portugal sem envolver a Troika, e o derrube do governo e chumbo do PEC IV forçou-nos um resgate que ficará sempre na dúvida se poderia ter sido evitado, e encontrado uma solução como a da espanha ou italia, que não estando tão bem, estão a levar menos porrada que nós.

  4. #2184

    Default Re: Português (Portuguese)

    Confesso, que cada vez mais que o tempo passa, cada vez mais acho que o Sócrates não foi assim tão mau.
    Não foi perfeito, claro, e de maneira geral fez o que os outros fizeram, cometeu erros gravíssimos, mas fez coisas muito boas durante os seus mandatos.
    Se a EDP e o que e hoje, a terceira maior produtora mundial de energia eólica por exemplo, foi graças a ele e o tal chamado choque tecnológico.
    Se somos hoje menos dependentes do exterior energeticamente, e lideres europeus na área foi graças a isso, e também foi durante o seu mandato que se planeou, e investiu no Porto de Sines, que agora e tão importante, para a nossa balança comercial, batendo recordes ate , que o nosso governo tanto elogia agora, recebendo credito não devido... já para não falar de certos avanços sociais, civilizacionais, como a lei do aborto, casamento de casais do mesmo sexo etc. Este governo nem a lei da coadoção consegue passar...
    Foi durante os mandatos do Sócrates, que se puxou o ensino obrigatório, para o 12th...

    Não existe duvida que foi alvo de uma campanha negra, politica, através dos média e ate justiça etc. que forma baixa de fazer politica. Eu acho que e muito conveniente manter o povo com pouca fé nos políticos, e explorar isso para proveito próprio.

    E olha que eu nem votei no Sócrates.
    Last edited by Knight of Heaven; March 01, 2014 at 11:47 PM.

  5. #2185

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    Foi durante os mandatos do Sócrates, que se puxou o ensino obrigatório, para o 12th...
    De referir que um membro do CDS não me lembra o nome agora queria reduzir o ensino obrigatório para o 9º ano outra vez. Esta assimetria social de desigualdade de oportunidades que sócrates pretendia remover deve ter feito muita confusão a gente da direita que precisa de ter gente miserável nas classes baixas para se sentir mais alta, pois não têem eles próprios capacidade para subir mais, assustam-se ao verem as classes baixas a subir.

    Como resolver o assunto? Fazer uma campanha massiva anti sócrates, ao ponto de ter as próprias classes baixas a querer intervenção da TROIKA, intervenção essa que mais tarde as iria arrasar completamente.. e assim foi. Assunto resolvio.

    Fez me muita confusão a aura quase messiânica religiosa e sebastianista de quando sócrates voltou à televisão, parecia que D Afonso Henriques/ D Sebastião ia ter uma entrevista após ter sido ressuscitado ou assim, e o pânico da direita e do CDS com o sócrates a falar, e querem censurá-lo.

    Toda esta histeria foi quase ridicula e fala por si.

  6. #2186
    TiagoJRToledo's Avatar Miles
    Join Date
    Jun 2009
    Location
    Queluz, Sintra, Lisboa, Portugal
    Posts
    341

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by fkizz View Post
    De referir que um membro do CDS não me lembra o nome agora queria reduzir o ensino obrigatório para o 9º ano outra vez. Esta assimetria social de desigualdade de oportunidades que sócrates pretendia remover deve ter feito muita confusão a gente da direita que precisa de ter gente miserável nas classes baixas para se sentir mais alta, pois não têem eles próprios capacidade para subir mais, assustam-se ao verem as classes baixas a subir.

    Como resolver o assunto? Fazer uma campanha massiva anti sócrates, ao ponto de ter as próprias classes baixas a querer intervenção da TROIKA, intervenção essa que mais tarde as iria arrasar completamente.. e assim foi. Assunto resolvio.

    Fez me muita confusão a aura quase messiânica religiosa e sebastianista de quando sócrates voltou à televisão, parecia que D Afonso Henriques/ D Sebastião ia ter uma entrevista após ter sido ressuscitado ou assim, e o pânico da direita e do CDS com o sócrates a falar, e querem censurá-lo.

    Toda esta histeria foi quase ridicula e fala por si.
    Quase não, foi totalmente ridícula! Não dá jeito que se tenha um ex-governante a comentar as acções do indivíduo que criou a crise política que derrubou o agora comentador...

    Mas melhor que isto tudo foi o último debate quinzenal, em que o Passos fez birra e recusou-se a responder à Catarina Martins do Bloco... Alguém anda mesmo embriagado com poder...

    Quero ver se é desta qua os polícias tomam o Parlamento na manifestação.



    "My advice to you is: get married. If you find a good wife you'll be happy; if not, you'll become a philosopher."

  7. #2187

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by TiagoJRToledo View Post
    Quase não, foi totalmente ridícula! Não dá jeito que se tenha um ex-governante a comentar as acções do indivíduo que criou a crise política que derrubou o agora comentador...

    Mas melhor que isto tudo foi o último debate quinzenal, em que o Passos fez birra e recusou-se a responder à Catarina Martins do Bloco... Alguém anda mesmo embriagado com poder...

    Quero ver se é desta qua os polícias tomam o Parlamento na manifestação.
    Parece que ainda não é desta.

    Entretanto Cavaco fala em mais 20 anos de "monitorização externa"

    De aplaudir o optimiso (ou pessimismo?) de ele achar que daqui a 20 anos ainda vai existir o banco central europeu e a comissão europeia.

  8. #2188
    TiagoJRToledo's Avatar Miles
    Join Date
    Jun 2009
    Location
    Queluz, Sintra, Lisboa, Portugal
    Posts
    341

    Default Re: Português (Portuguese)

    Esperemos que o pesadelo da União Federal Europeia não aguente nem mais 10.



    "My advice to you is: get married. If you find a good wife you'll be happy; if not, you'll become a philosopher."

  9. #2189

    Default Re: Português (Portuguese)

    Parece que ainda não é desta.

    Entretanto Cavaco fala em mais 20 anos de "monitorização externa"

    De aplaudir o optimismo (ou pessimismo?) de ele achar que daqui a 20 anos ainda vai existir o banco central europeu e a comissão europeia.
    Para ser franco isto não e novidade já o sabíamos desde há muito tempo que a austeridade veio para ficar. No entanto 20 anos muito pode acontecer e as coisas mudam.
    Muito gostam os economistas e tecnocratas ignorar o factor social, e politico, porque no fundo e este que interessa mesmo.

    No entanto eu não faço especulações sobre a UE, olho com interesse ao referendo do reino unido, se acontecer mesmo quero eu dizer. E convém lembrar que não existe nenhuma união Federal. Nem sequer uma união fiscal ou bancaria sequer. Antes existisse.

  10. #2190
    Ludicus's Avatar Vicarius Provinciae
    Citizen

    Join Date
    Sep 2006
    Posts
    11,123

    Default Re: Português (Portuguese)

    Finalmente -setenta personalidades de diversos quadrantes políticos assinaram um manifesto a exigir a reestruturação da dívida. Só o Governo não quer perceber o inevitável, faz como a avestruz que esconde a cabeça na areia. Mas também é verdade que a crise nunca os irá afectar.
    Il y a quelque chose de pire que d'avoir une âme perverse. C’est d'avoir une âme habituée
    Charles Péguy

    Every human society must justify its inequalities: reasons must be found because, without them, the whole political and social edifice is in danger of collapsing”.
    Thomas Piketty

  11. #2191
    TiagoJRToledo's Avatar Miles
    Join Date
    Jun 2009
    Location
    Queluz, Sintra, Lisboa, Portugal
    Posts
    341

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    Para ser franco isto não e novidade já o sabíamos desde há muito tempo que a austeridade veio para ficar. No entanto 20 anos muito pode acontecer e as coisas mudam.
    Muito gostam os economistas e tecnocratas ignorar o factor social, e politico, porque no fundo e este que interessa mesmo.

    No entanto eu não faço especulações sobre a UE, olho com interesse ao referendo do reino unido, se acontecer mesmo quero eu dizer. E convém lembrar que não existe nenhuma união Federal. Nem sequer uma união fiscal ou bancaria sequer. Antes existisse.
    Se a UE, com estas políticas que retiram a soberania nacional em favor dos interesses "de mercado", não está a tentar caminhar para um modelo federal, então só o está a fazer para servir os interesses dos países do Norte.

    Querer fazer uma união federal à la Americana no berço dos Estados-Nação é uma tarefa inglória, que estará destinada ao falhanço, como se tem visto.



    "My advice to you is: get married. If you find a good wife you'll be happy; if not, you'll become a philosopher."

  12. #2192

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by TiagoJRToledo View Post
    Se a UE, com estas políticas que retiram a soberania nacional em favor dos interesses "de mercado", não está a tentar caminhar para um modelo federal, então só o está a fazer para servir os interesses dos países do Norte.

    Querer fazer uma união federal à la Americana no berço dos Estados-Nação é uma tarefa inglória, que estará destinada ao falhanço, como se tem visto.
    Obviamente. O Euro foi o primeiro passo para uma federação, com a união monetária. Agora estão a tentar fazer união bancária, nem percebo bem como, deve ser mais para dar a ideia que estão a resolver alguma coisa.

    Como o Euro está a ser mal sucedido, a ideia utópica de um super estado europeu (todos nós sabemos como as utopias económicas acabam geralmente) está cada vez mais longe, e se este falhar, pode ser afastada de todo. Daí que tanto seja sacrificado ao euro, e este não dá sinais de melhorar, pelo contrário, a valorização excessiva que está a ter, de quase 1,4 USD por Euro, coloca risco de deflação sistémico em toda a zona euro, para vir a ajudar ao enterro.

    Enfim, para os ideólogos do euro este é muito mais importante do que a taxa de suicidio, desemprego, natalidade, e afins que vai acontecendo aqui no sul. São meras estatísticas, danos colaterais, formigas acidentalmente pisadas. Isto progressivamente acumula mais euro-cepticismo. Estou muito curioso das próximas eleições europeias.

    Quote Originally Posted by Ludicus View Post
    Finalmente -setenta personalidades de diversos quadrantes políticos assinaram um manifesto a exigir a reestruturação da dívida. Só o Governo não quer perceber o inevitável, faz como a avestruz que esconde a cabeça na areia. Mas também é verdade que a crise nunca os irá afectar.
    Epa ó Ludicious eu estou de acordo que uma eventual reestruturação da dívida poderá acontecer, seja amanhã seja daqui a 5 anos ou 7.

    Mas não tenhas a ilusão que isso resolverá o problema longo prazo, seria o mesmo que pensar que rapar o cabelo faz com que este nunca mais volte a crescer. Perdoáram metade da divida à grécia e a dívida deles continua a subir a toda a velocidade e voltou a estar em níveis insustentáveis.

    O ideal seria mesmo - reestruturação da dívida ao mesmo tempo que abandonaríamos a moeda unica - assim a reestruturação ou perdão da dívida teria dupla utilidade - 1- livrava-nos da actual dívida 2- oferecia-nos a armadura perfeita para o processo de transição à nossa própria moeda - a divida gerada pelo euro é também o maior obstáculo a podermos voltar ao escudo.

    Com moeda desvalorizada seria muito mais díficil a acumulação de dívida - com o escudo no séc XX nunca chegámos a estes níveis.
    Last edited by fkizz; March 11, 2014 at 12:51 PM.

  13. #2193
    TiagoJRToledo's Avatar Miles
    Join Date
    Jun 2009
    Location
    Queluz, Sintra, Lisboa, Portugal
    Posts
    341

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by fkizz View Post
    Epa ó Ludicious eu estou de acordo que uma eventual reestruturação da dívida poderá acontecer, seja amanhã seja daqui a 5 anos ou 7.

    Mas não tenhas a ilusão que isso resolverá o problema longo prazo, seria o mesmo que pensar que rapar o cabelo faz com que este nunca mais volte a crescer. Perdoáram metade da divida à grécia e a dívida deles continua a subir a toda a velocidade e voltou a estar em níveis insustentáveis.

    O ideal seria mesmo - reestruturação da dívida ao mesmo tempo que abandonaríamos a moeda unica - assim a reestruturação ou perdão da dívida teria dupla utilidade - 1- livrava-nos da actual dívida 2- oferecia-nos a armadura perfeita para o processo de transição à nossa própria moeda - a divida gerada pelo euro é também o maior obstáculo a podermos voltar ao escudo.

    Com moeda desvalorizada seria muito mais díficil a acumulação de dívida - com o escudo no séc XX nunca chegámos a estes níveis.
    E começar a pensar a sério em estreitar laços com os países ex-colónias, quiçá fazer da CPLP mais do que uma organização para a Língua...



    "My advice to you is: get married. If you find a good wife you'll be happy; if not, you'll become a philosopher."

  14. #2194
    Vítor Gaspar's Avatar Protector Domesticus
    Join Date
    Jul 2009
    Location
    Mui Nobre e Sempre Leal Cidade de Lisboa
    Posts
    4,396

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by TiagoJRToledo View Post
    E começar a pensar a sério em estreitar laços com os países ex-colónias, quiçá fazer da CPLP mais do que uma organização para a Língua...
    Li faz algum tempo um livro interessantíssimo (uma espécie de Portugal e o Futuro reinterpretado, só que a possível "missão falhada" aqui é o sonho europeu...) sobre o tema: o que a CPLP pode ou não nos pode trazer. E como o sonho europeu e a CPLP são, e sempre foram, estratégias incompatíveis - sendo que a CPLP apenas é o "revamp", ou pelo menos um offshot, do velho drama atlanticista português (por contraposição ao drama europeu).

    A nossa História está repleta dessas encruzilhadas - olhamos para uma Europa onde somos pequenos ou, na nossa pequenez, afastamo-nos dela em direção a outros caminhos? Afinal, estamos na cauda da Europa - e nem sempre pelos piores motivos. Estamos, também, geograficamente, e tal já foi tanto a nossa bênção como a nossa maldição.

    O livro é de um professor do ISCSP, conhecido por sinal, como pude esquecer o nome dele... este fim-de-semana logo vos digo.

    Quanto ao segundo afundamento da Lusitânia (ainda que segundo dificilmente resultará numa Guerra Mundial, de tão insignificante que é no grande plano das coisas), e num registo ais pessoal, estou em processo de obtenção de um bote salva-vidas. Cheguei há poucas semanas do Brasil e, porque se há um Deus ele de facto move-se de maneiras misteriosas, fiquei a saber que tenho a vida simplificada para a obtenção de nacionalidade brasileira.

    Como para todos os efeitos, daqui a coisa de um ano pondero mudar-me para lá...
    Last edited by Vítor Gaspar; March 11, 2014 at 07:02 PM.

  15. #2195

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by TiagoJRToledo View Post
    E começar a pensar a sério em estreitar laços com os países ex-colónias, quiçá fazer da CPLP mais do que uma organização para a Língua...
    Temos um enorme potencial subaproveitado na CPLP, podíamos arranjar laços comerciais com as ex-colónias, uma alternativa bem melhor a lamber botas a germânicos nórdicos, e receber porrada financeira adicional a seguir.

    Enfim graças às magias dos mercados, muitas das nossas empresas cada vez deslocam mais para negócios em angola, moçambique, e brazil. A economia encontra caminho mesmo com um governo enlouquecido.

    Mas claro que não é fácil aderir à CPLP quando temos o euro que nos deu uma dívida de 131% do PIB, uma década sem crescimento económico, austeridade a pôr o desemprego entre os 15-17%, contracção do PIB de 7%, subida a pique de suicidios e abortos, taxa de natalidade ao nível de 1900s, e medidas europeias que nos destruiu a agricultura e as pescas de forma a que alguns países quase sem costa nenhuma, nem tradição naval, têem mais pescas que nós.. Qualquer coisa com cheiro de "utopia" e "união" é de desconfiar..

    Em qualquer "união" haverá sempre conflito de interesses.. onde joga a lei mercantilista do "país maior", sendo os países pequenos devorados pelos grandes. Neste caso joga a lei da Alemanha (herdada da França, que teve a brilhante ideia do euro, e de não haver cláusula que permita a saída deste)
    Last edited by fkizz; March 12, 2014 at 11:32 AM.

  16. #2196

    Default Re: Português (Portuguese)

    Serei o Único a ver a CPLP como um nado morto, e ainda uma maior ilusão, do que o projecto Europeu? Eu acho que não.


    Ver o caso da Guine Equatorial... Própria Angola enfim.

    Se a UE, com estas políticas que retiram a soberania nacional em favor dos interesses "de mercado", não está a tentar caminhar para um modelo federal, então só o está a fazer para servir os interesses dos países do Norte.
    Sim, bem sei, mas também sei que a perda de soberania e algo intrínseco do projecto Europeu. Recomendo a leitura de Jurgen Habermas.

    O problema, e que a perda da soberania só parece ser para alguns. E suspeito, que mesmo que não tivéssemos sequer no euro, ou na UE, o mesmo aconteceria, caso aceitássemos o FMI e uma Troika, qualquer que ela seja.

    Enfim graças às magias dos mercados, muitas das nossas empresas cada vez deslocam mais para negócios em angola, moçambique, e brazil. A economia encontra caminho mesmo com um governo enlouquecido.
    E uma parte muito diminuta da nossa economia, de facto a maior fatia e para a Europa que vai ( exportações e não só).
    E ao contrario do que se pensa, de acordo com os mais recentes números, a maior fluxo de Emigração, não tem sido para esses países, mas sim para a Europa, Suíça, Reino Unido, Alemanha e Franca, Canada. Alias segundo o observatório de Emigracao onde existem mais Portugueses, E em Franca, Estados Unidos e Suíça, notando que tem havido um aumento do fluxo emigratório, para Angola e Espanha, nos últimos anos.

    Meh olhando para a historia Portugal teve sempre Overlords financeiros, os Ingleses no tempo da monarquia, depois os Americanos nos tempos do estado novo, agora a UE, (Alemanha).

    Existe também o mito que a maior parte da nossa divida foi acumulado nos anos 2000 com o Sócrates, mas a maior fatia, foi, nos anos 80, e continuou dai então pelos 90 e 2000 fora. O credito fácil começou quando entramos para UE. A vinda do euro apenas fechou nos as portas para certos mecanismos de controlo monetário e financeiro.
    Esta situação de maneira geral, ( e capaz de ser da idade) olho com enorme cepticismo, para quase tudo. E depois vejo o que se passa na Europa fora, e na Ucrânia, Turquia, e vejo que as divisões de interesses, ser realçam dentro da UE.

    Olhando para o panorama politico Português o único partido que defende abertamente tudo aquilo que aqui se defende, e o PCP.
    Eu tenho um enorme respeito pelo PCP, e pela sua historia em Portugal, mas e preocupante quando e o único partido que vai ou encontro das pessoas... Nem o bloco nem o recém criado partido livre defendem isto pelo menos abertamente.
    Não e por acaso que tem vindo a subir nas sondagens, e nas ultimas autárquicas, foi o partido que mais subiu.

    Quando vi o programa do Jerónimo para as europeias, achei me em linha com quase tudo, tirando aquelas parvoíces do costume do século passado.
    Last edited by Knight of Heaven; March 13, 2014 at 04:49 PM.

  17. #2197
    TiagoJRToledo's Avatar Miles
    Join Date
    Jun 2009
    Location
    Queluz, Sintra, Lisboa, Portugal
    Posts
    341

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    Serei o Único a ver a CPLP como um nado morto, e ainda uma maior ilusão, do que o projecto Europeu? Eu acho que não.

    Ver o caso da Guine Equatorial... Própria Angola enfim.
    Acho que todas as possíveis vias económicas alternativas, ainda que precisem de muito trabalho, são preferíveis ao "projecto Europeu".


    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    Sim, bem sei, mas também sei que a perda de soberania e algo intrínseco do projecto Europeu. Recomendo a leitura de Jurgen Habermas.
    Bem, não é surpreendente que as teorias socio-económicas e políticas de Jurgen Habermas se baseiem na análise de sociedades capitalistas avançadas e apontem para uma perda de sberania perante um projecto como o Europeu. Mas há que ter em conta que, coincidência ou não, o homem não deixa de ser alemão E citando o bom velho Benjamin Franklin: "They who would give up essential Liberty, to purchase a little temporary Safety, deserve neither Liberty nor Safety."

    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    O problema, e que a perda da soberania só parece ser para alguns. E suspeito, que mesmo que não tivéssemos sequer no euro, ou na UE, o mesmo aconteceria, caso aceitássemos o FMI e uma Troika, qualquer que ela seja.
    Totalmente de acordo, mas não há que criar condições para que assim não seja?

    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    E uma parte muito diminuta da nossa economia, de facto a maior fatia e para a Europa que vai ( exportações e não só).
    E ao contrario do que se pensa, de acordo com os mais recentes números, a maior fluxo de Emigração, não tem sido para esses países, mas sim para a Europa, Suíça, Reino Unido, Alemanha e Franca, Canada. Alias segundo o observatório de Emigracao onde existem mais Portugueses, E em Franca, Estados Unidos e Suíça, notando que tem havido um aumento do fluxo emigratório, para Angola e Espanha, nos últimos anos.

    Meh olhando para a historia Portugal teve sempre Overlords financeiros, os Ingleses no tempo da monarquia, depois os Americanos nos tempos do estado novo, agora a UE, (Alemanha).

    Existe também o mito que a maior parte da nossa divida foi acumulado nos anos 2000 com o Sócrates, mas a maior fatia, foi, nos anos 80, e continuou dai então pelos 90 e 2000 fora. O credito fácil começou quando entramos para UE. A vinda do euro apenas fechou nos as portas para certos mecanismos de controlo monetário e financeiro.
    Esta situação de maneira geral, ( e capaz de ser da idade) olho com enorme cepticismo, para quase tudo. E depois vejo o que se passa na Europa fora, e na Ucrânia, Turquia, e vejo que as divisões de interesses, ser realçam dentro da UE.

    Olhando para o panorama politico Português o único partido que defende abertamente tudo aquilo que aqui se defende, e o PCP.
    Eu tenho um enorme respeito pelo PCP, e pela sua historia em Portugal, mas e preocupante quando e o único partido que vai ou encontro das pessoas... Nem o bloco nem o recém criado partido livre defendem isto pelo menos abertamente.
    Não e por acaso que tem vindo a subir nas sondagens, e nas ultimas autárquicas, foi o partido que mais subiu.

    Quando vi o programa do Jerónimo para as europeias, achei me em linha com quase tudo, tirando aquelas parvoíces do costume do século passado.
    O Partido Comunista precisava apenas de deixar de utilizar o vernáculo do século XIX, que já podia ser a segunda maior força política, quiçá a primeira.



    "My advice to you is: get married. If you find a good wife you'll be happy; if not, you'll become a philosopher."

  18. #2198

    Default Re: Português (Portuguese)

    Acho que todas as possíveis vias económicas alternativas, ainda que precisem de muito trabalho, são preferíveis ao "projecto Europeu".
    Não tenho essa certeza, nem sei se existe um legitimo interesse por parte dos países da CPLP, Alias moçambique não faz parte da Comonwealth? Guine Equatorial nem Português falam, para não dizer que e uma das piores ditaduras no mundo, Angola, também, não esta longe disso.Não esquecer a máfia da família do presidente de Angola e da sua influencia aqui em Portugal.
    Temos um enorme potencial subaproveitado na CPLP, podíamos arranjar laços comerciais com as ex-colónias, uma alternativa bem melhor a lamber botas a germânicos nórdicos, e receber porrada financeira adicional a seguir.
    Como disse não se sabe isso. Estes países não parecendo pela nossa historia em comum, são bastante eu diria muito diferentes do nosso.
    Tenho um amigo meu que lhe foi oferecido um contrato de casamento, por parte de uma família para se casar com uma das filhas. ( medica e tudo) Claro como tuga que e acabou por aceitar...

    Pondo de parte nostalgias, e sentimentos afectivos claro, pergunto-me se não será mais isso do que outra coisa.
    O que eu sei e que Portugal tal como outros países afectados tem que fazer parte da solução e da discussão no seio da Europa na Resolução deste problema. Não se trata apenas de reestruturar a divida, mas garantir que exista espaço para o desenvolvimento e crescimento, o grande problema e que a Europa em si também esta na fossa, ou a passar um período, não de recessão económica ( não se pode dizer isso) mas sim um grande período de depressão económica, não ajuda a nossa causa.

    Bem, não é surpreendente que as teorias socio-económicas e políticas de Jurgen Habermas se baseiem na análise de sociedades capitalistas avançadas e apontem para uma perda de sberania perante um projecto como o Europeu. Mas há que ter em conta que, coincidência ou não, o homem não deixa de ser alemão E citando o bom velho Benjamin Franklin: "They who would give up essential Liberty, to purchase a little temporary Safety, deserve neither Liberty nor Safety."
    Sim o Homem e Alemão, e recentemente foi critico dos nacionalismos e bloqueios que tem impedido uma maior integração e uma maior equidade de riqueza na Europa, vital a uma verdadeira união e a Consumação do Cidadão europeu , apontando o dedo ao eixo Franco - Alemão, criado por Merkel/Sarkoczy e o respectivo tratado de Lisboa. A ideia que por ser Alemão então não nos quer bem, e um pouco simplista, e errónea.

    Totalmente de acordo, mas não há que criar condições para que assim não seja?
    Claro mas bem sabes que a geopolítica e sua diplomacia são coisas delicadas, e a politica em si funciona na base de negociações e compromissos, essa e a realidade, e como e óbvio nessa óptica que nunca ponho nada de parte, e ter opções em aberto e crucial. Em 20 anos, ou em 10 anos muita coisa pode acontecer de facto, a divida e um grande problema, mas o problema maior, e não sermos competitivos, uma coisa que tem haver com a pouca dinâmica industrial no nosso pais, e países como o nosso. Não negando que aquilo que se produz tem que ter procura suficiente claro, sem isso não existe produtividade. Infelizmente o Azeite por exemplo e algo que muitos europeus não usam, ( mas deviam).

    O Partido Comunista precisava apenas de deixar de utilizar o vernáculo do século XIX, que já podia ser a segunda maior força política, quiçá a primeira.
    E Século XX. Sem duvida.

    PS: Perdoem-me os erros autográficos mas escrevo num teclado Inglês.
    Last edited by Knight of Heaven; March 14, 2014 at 09:19 PM.

  19. #2199
    TiagoJRToledo's Avatar Miles
    Join Date
    Jun 2009
    Location
    Queluz, Sintra, Lisboa, Portugal
    Posts
    341

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by Knight of Heaven View Post
    Pondo de parte nostalgias, e sentimentos afectivos claro, pergunto-me se não será mais isso do que outra coisa.
    O que eu sei e que Portugal tal como outros países afectados tem que fazer parte da solução e da discussão no seio da Europa na Resolução deste problema. Não se trata apenas de reestruturar a divida, mas garantir que exista espaço para o desenvolvimento e crescimento, o grande problema e que a Europa em si também esta na fossa, ou a passar um período, não de recessão económica ( não se pode dizer isso) mas sim um grande período de depressão económica, não ajuda a nossa causa.
    Bem, quanto a Portugal ter que fazer parte da solução do problema Europeu, não concordo. Temos que fazer pois somos a isso obrigados devido ao nosso estatuto de Membro da U.E, mas esta visão "Europeísta" de Portugal, que apenas surgiu em finais do século passado, só se tem traduzido em crise em cima de crse em cima de crise. 28 anos não chegam para ver que não está a funcionar?

    Se Portugal teve os seus maiores sucessos com a Europa nas costas e o olhar no Atlântico, porquê mexer na fórmula que funcionou? Acho que já bastam dos resultados que temos tido da nossa participação na geopolítica do Velho Continente, e considero que está na hora de seguir o exemplo da Inglaterra e da sua Commonwealth.



    "My advice to you is: get married. If you find a good wife you'll be happy; if not, you'll become a philosopher."

  20. #2200
    Julius Isidrus's Avatar Centenarius
    Join Date
    Apr 2005
    Location
    Portugal
    Posts
    859

    Default Re: Português (Portuguese)

    Quote Originally Posted by TiagoJRToledo View Post
    e considero que está na hora de seguir o exemplo da Inglaterra e da sua Commonwealth.
    Fosse Portugal um país decente e desenvolvido e era o que faria mas Portugal não tem força nem influência nem autoridade nem competência para coisa nenhuma em lado nenhum.

    O Marquês destruiu Portugal ao expulsar os judeus e os jesuítas e esse idiota destruidor do país tem uma estátua enorme no centro da capital do país que destruiu numa rotunda que eu tenho de fazer quase todos os dias.

    Isidrus dixit.

    Last edited by Julius Isidrus; March 15, 2014 at 09:07 AM.

    Thema Devia - Português (Portuguese)

    Homo sum, humani nihil a me alienum puto

Tags for this Thread

Posting Permissions

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts
  •